Desenvolvimento Social

Objetivo é de levar à população mais conhecimento sobre o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), e integrar com amor e respeito as pessoas autistas à sociedade

Para celebrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, no dia 2 de abril, o “Projeto Unidos pelo Autismo” junto da Adusmec (Associação dos Usuários da Saúde Mental de Capivari), com o apoio da Prefeitura de Capivari, vai realizar a segunda Caminhada de Conscientização do Autismo, que terá início às 18h, na praça central da cidade.
A Caminhada é um ato simbólico, e para participar não é preciso fazer inscrição. Márcia Lacerda Meira, uma das mães do projeto, também está na organização do evento e sabe da necessidade de levar conhecimento para a sociedade sobre o que é o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), para quebrar tabus e preconceitos, assim como para a inclusão dos autistas e a melhoria da qualidade de vida tanto deles, quanto das suas famílias.
“A Prefeitura apoia esta iniciativa que merece todo o nosso carinho e respeito”, diz o prefeito, Rodrigo Proença.

MÃES DO “PROJETO UNIDOS PELO AUTISMO”
O “Projeto Unidos pelo Autismo” teve início há cerca de três anos, e começou como um grupo nas redes sociais formado por mães e familiares de pessoas com autismo.
Márcia é mãe do Rubinho, que apresenta grau elevado de autismo e sofre de epilepsia. “Ele tem 20 anos e necessita sempre de cuidados, faz terapias, usa fraldas. Não fala, mas quando quer algo, aponta, ou me leva até o que ele quer”, explica a mãe. Segundo ela, Rubinho foi diagnosticado aos três anos e a partir daí, sua luta por tratamentos com terapias começou e ele teve muitas melhoras.
Mônica, é mãe do Luís Otávio, de 6 anos, que apresenta grau leve de autismo. Ele também faz a companhamento médico e terapêutico. “Crianças e adultos autistas necessitam de uma rotina diária para se manterem estabilizados. Sempre que vou sair, tenho que informá-lo antes para que não venha ficar mais ansioso e não desencadear crises, mediante situações diferentes”, comenta Mônica.
Luciana, mãe da Elisândra, de 24 anos, que é autista severa e sofre de epilepsia de difícil controle, diz que a filha é totalmente dependente dela. “Somos um grupo de mães de autistas, que graças ao projeto, estamos buscando a conscientização, falar do autismo, da realidade que acompanha milhares de famílias, do medo do desconhecido, da rejeição da sociedade no mundo todo”, diz Luciana.
Com a caminhada, para as mães, será mais uma oportunidade de, principalmente, falar da dor de uma criança ou adulto autista, da incompreensão e do abandono. “Falar da necessidade de virar o jogo e repensar nossas próprias atitudes. Falar da inclusão desde o berço, não de integração”, finaliza Márcia.

AUTISMO
O Autismo, como é popularmente chamado, é designado Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), e é uma síndrome que afeta aspectos da comunicação, e influencia o comportamento dos indivíduos em vários níveis, sendo mais comum em meninos do que meninas. O grau de comprometimento de cada pessoa varia, podendo ser mais leve ou mais grave. Estima-se que o Brasil tenha cerca de 2 milhões de pessoas autistas, de todas as classes sociais e etnias

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO
Não se pode afirmar ainda as causas do autismo, portanto o diagnóstico não é tão simples, pois deve ser baseado em observação dos pacientes e do seu comprometimento. Não existe tratamento padrão, cada paciente deve ser analisado de forma individual. Mas para todos os casos, o recomendado é muita compreensão, amor e carinho de todos os que cercam a pessoa autista.

Mais informações: (19) 3492-1882

 

Prefeitura de Capivari - 22/03/2019

Leia mais ...

Newsletter

Joomla Extensions powered by Joobi
izmir escort bursa escort escort izmir izmir escort escort izmir izmir escort bayan
kıbrıs escort bayan hd porn izmir escort