Skip to content

Operação Estiagem encerra com 21 ocorrências de fogo atendidas pela Defesa Civil de Capivari

A Defesa Civil de Capivari informa que a Operação Estiagem se encerrou na quinta-feira, dia 30. A Operação teve início no dia 1º de maio, com a finalidade de prevenção e combate a incêndios e orientações sobre a baixa umidade relativa do ar.

A equipe atendeu cerca de 21 ocorrências de fogo, contado com o EcoPonto Demétrio Girardi que foi atingido com diversos incêndios criminosos e uma ocorrência de fogo em residência no bairro Castelani.

Em agosto, de acordo com as informações do Centro Integrado de Informações Agrometeorológicas (CIIAGRO), Capivari ficou com a umidade do ar abaixo dos 30% por quatro dias consecutivos, deixando o município em Estado de Atenção, recomendando à população que fizesse um consumo maior de água e tivessem atenção maior com crianças e idosos.

A grande preocupação nesse período é a falta de chuvas, o que deixa o tempo mais seco, risco maior de incêndios e de surgimento de doenças respiratórias, além da diminuição do volume de água dos rios e lençóis freáticos.

“Atendemos muitas ocorrências e a grande maioria dos atendimentos de incêndio são por causas pequenas. Uma bituca de cigarro que um morador jogue em uma área verde, pode causar um grande estrago e esquecem que crime ambiental é crime. Nos dedicamos bastante para mapear os pontos e evitar que o município e a população seja prejudicada pelos causadores de incêndio.”, disse Júlio Capóssoli Neto, diretor de Defesa Civil.

OPERAÇÃO ESTIAGEM
Durante a Operação Estiagem, a Defesa Civil faz um mapeamento das áreas com risco de incêndio e rondas, que são intensificadas nesses pontos como forma de prevenção. O órgão também emite alertas de orientação aos moradores sobre baixa umidade do ar e outros avisos meteorológicos.

A DEFESA CIVIL
A Defesa Civil atende ocorrências de inundações e enchentes, chamados de fogo em mato, derramamento de derrapantes que possam causar acidente com veículos em via pública, produto perigoso, vistoria preventiva em imóveis com risco de desabamentos, vistoria em locais com risco de deslizamento, vistoria preventiva em exemplares arbóreos com risco de queda, cortes de exemplares que apresentem risco, ocorrências que envolvem cabos energizados e cabos abalroados, extração de colmeia de abelhas e outras atribuições delegadas à equipe.

Em caso de necessidade, a população pode acionar a Defesa Civil ligando no 199 ou através do número (19) 3492-3186.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content