Skip to content

Prestação de contas do primeiro trimestre da Secretaria de Cultura e Turismo

A Secretaria de Cultura e Turismo já apresenta uma cara nova desde que o secretário Edmilson Baia assumiu. Os primeiros três meses de 2021 foram de organização administrativa, planejamento e projetos para quando a pandemia passar e os encontros presenciais puderem ser retomados. Entretanto, a Cultura inovou para que a população tenha acesso a entretenimento e informação.

Para que todos tenham acesso ao acervo da Biblioteca Municipal João Batista Prata, a Secretaria lançou o projeto “Busque uma História”. Os moradores podem ter acesso à lista de livros no site da Prefeitura de Capivari e agendar a retiradas através do telefone.

Como não foi possível realizar Carnaval em 2021, assim como em 2020, a Cultura fez uma live no Facebook da Prefeitura de Capivari para relembrar os bons momentos e reviver as histórias que a folia Capivariana proporcionou. Convidados ilustres, figuras populares e carnavalescos relembraram momentos marcantes, mas desconhecidos pela juventude atual.

Para que as atividades culturais não ficassem paradas, a Secretaria lançou um Curso de Teatro Online para iniciantes, realizado através de ferramentas de chamada de vídeo. Crianças e jovens puderam se inscrever e participar das atividades.

Com relação às obras do Museu Cesário Motta, a Prefeitura já providenciou a contratação de um projeto Arquitetônico e Urbanístico, além de um Plano Museológico para que toda a estrutura do prédio seja adequada para receber a população. Vale lembrar que hoje o prédio pertence ao Governo do Estado, mas a administração municipal tem total interesse em ver o Museu em pleno funcionamento.

Assim como o restante das atividades culturais foram suspensas, o Auto da Páscoa também não pôde ser realizado na Praça Central de Capivari. Mas para que a data não passasse em branco, um vídeo foi produzido pela equipe da Cultura, para que todos pudessem apreciar a arte, independente da religião.

Vem aí

Para os próximos meses, a Secretaria de Cultura e Turismo seguirá acompanhando o Plano Museológico e as reformas do Museu. Também está prevista a desapropriação do “Casarão do Lembo”, em frente a Igreja Matriz de São João Batista. A proposta é restaurar o único imóvel tombado na cidade, com apoio da iniciativa privada, e transformar o local em mais um ponto de cultura. Com isso, o desenvolvimento econômico e o turismo da cidade tendem a ser valorizados, gerando mais renda e emprego.

Além disso, assim que a pandemia der uma brecha, as atividades presenciais como aulas, teatros, eventos culturais e apresentações serão retomadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content