Secretaria de Saúde divulga informações e recomendações sobre a “Varíola dos Macacos”

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Nos últimos meses, em diversas regiões do Brasil, os casos da “Varíola Símia”, ou como é popularmente conhecida, “Varíola dos Macacos”, vem aumentando gradativamente. Embora ainda não hajam casos da doença em Capivari, a Secretaria de Saúde divulgou informações sobre a doença para que a população tome os devidos cuidados.

Apesar do apelido que recebeu, a transmissão da doença não é feita do animal macaco para seres humanos e sim entre as próprias pessoas, através do contato íntimo, como relações sexuais, abraços e beijos com uma pessoa infectada com lesões na pele. Além disso, a transmissão também pode acontecer pelo contato com objetos, peças de roupas ou superfícies contaminadas.

Os principais sintomas dessa doença são o aparecimento de lesões na pele semelhantes a espinhas ou bolhas, que podem surgir no rosto, dentro da boca, mãos, pés, peito e também na área genital. Além disso, a pessoa contaminada também pode sentir febre, dor de cabeça, cansaço excessivo, dores musculares, calafrios e caroços, que muitas vezes aparecem no pescoço, virilha ou axila.

O principal método de prevenção para a “Varíola dos Macacos” é evitar contato íntimo ou sexual com pessoas que tenham lesões desse tipo na pele, usar máscara em público para se prevenir de gotículas de saliva, não praticar atividades sexuais ou qualquer tipo de contato com pessoas contaminadas pela doença, higienizar as mãos com frequência e não compartilhar objetos como roupas, talheres, copos e objetos pessoais.

Para a pessoa contaminada, o tratamento consiste em isolamento, preferencialmente domiciliar, até que o paciente esteja recuperado. Para mais informações o Ambulatório de IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais atende através do telefone 3492-7442.

Explore mais...