Cadastro PCD começará a atender pessoas com mobilidade reduzida, distrofias musculares, sequelas pela Covid-19, ostomizados e acamados a partir do dia 3 de janeiro

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

A Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida começará a atender na segunda-feira, dia 3 de janeiro, o Cadastro PCD das pessoas com mobilidade reduzida, distrofias musculares, sequelas pela Covid-19, ostomizados e acamados. O cadastro está sendo realizado desde outubro e seguindo o cronograma por deficiência.

Através de contato telefônico ou presencialmente na Secretaria, as pessoas com deficiência, cuidadores ou tutores legais devem passar informações como nome, RG, CPF, endereço e telefone. Os dados coletados serão utilizados para gráficos estatísticos municipais de quantidade de pessoas com deficiência no total, por bairro e quantidade de pessoas com deficiência visual, auditiva, física, intelectual e múltipla.

“Estamos chamando para o cadastro por deficiência. Essa fase da mobilidade reduzida e demais deficiências será a última dessa campanha. O próximo passo será uma repescagem, pois quanto mais pessoas atingirmos, maior será a nossa capacidade de avaliar as principais necessidades das pessoas com deficiência no município. Por isso é tão importante que a população procure a Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida e faça o cadastro das pessoas com deficiência. O cadastro pode ser feito pelo telefone e demora apenas 5 minutos”, disse Manuela Maschietto Gonçalves Albini, secretária dos Direitos da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida

HORÁRIO DE ATENDIMENTO
O Cadastro PCD é feito de segunda a sexta-feira, das 9h30 às 11h30 e das 14h30 às 16h30, através dos números (19) 3491-1314 e (19) 2146-1525 (WhatsApp).

Explore mais...